PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Chile supera 360 mil casos de Covid-19, mas taxa de positividade diminui

03/08/2020 19h15

Santiago (Chile), 3 ago (EFE).- O Chile reportou nesta segunda-feira 1.762 casos de Covid-19 confirmados nas últimas 24 horas, elevando para 361.493 o total de infectados no país desde o início da pandemia, mas os novos contágios correspondem a apenas 8% dos exames de PCR mais recentes, a taxa mais baixa já registrada.

"A taxa de positividade do exame PCR diminuiu e chegou pela primeira vez a 8% em nível nacional. Isto é um marco porque está abaixo da média dos últimos sete dias", explicou o ministro da Saúde chileno, Enrique Paris.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a taxa de positividade - número de casos confirmados entre a quantidade de testes realizados - um fator fundamental para estudar a evolução da pandemia e recomenda que a quarentena só seja suspensa quando o indicador estiver abaixo de 10%.

Vários bairros de Santiago, que durante meses foi o foco da pandemia e viu a rede hospitalar chegar ao limite, iniciaram nesta segunda-feira a segunda semana sem quarentena. A previsão é que na próxima quarta-feira sejam suspensas as medidas restritivas nas outras partes da capital que estão confinadas desde maio.

A grande preocupação continua a ser o norte do Chile, em Atacama, Arica e Parinacota, que concentram a maioria dos novos contágios do coronavírus SARS-CoV-2.

O goveno chileno anunciou em julho um plano de desconfinamento e reabertura gradual da economia baseado em cinco etapas. O processo tem avançado com mais rapidez no sul, em Aysén e Los Ríos, onde cinemas, teatros e restaurantes já podem funcionar com 25% da capacidade. EFE

mmm/vnm

Notícias