PUBLICIDADE
Topo

FGV: Indicador de Atividade Econômica cai 7,0% em abril ante março, mostra prévia

Vinicius Neder

03/06/2020 15h53

A atividade econômica registrou retração de 7,0% em abril ante março, mostra a primeira prévia do Indicador de Atividade Econômica (IAE), informou nesta terça-feira, 3, a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Frente a abril de 2019, a queda foi de 10,9%. Nas duas bases de comparação, as quedas foram as maiores da série histórica do IAE, iniciada em 2000.

"Os maiores impactos negativos foram sentidos nas atividades industriais e de serviços, que apresentaram recordes de retração em abril, na análise interanual. As quedas mais acentuadas na indústria total foram na transformação seguida da construção; e, nos serviços as maiores quedas foram no comércio, nos transportes e em outros serviços. À exceção da construção, todas as demais atividades citadas apresentaram as maiores retrações de suas respectivas séries históricas", diz a nota divulgada pela FGV.

A primeira prévia foi divulgada em seguida do tombo de 18,8% na produção industrial de abril ante março, informada mais cedo, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IAE da FGV é um indicador mensal que antecipa a tendência da economia brasileira. São divulgadas duas versões preliminares e uma definitiva por mês, em seguida às divulgações das principais pesquisas mensais de atividade divulgadas do IBGE. Após a Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF), divulgada hoje, haverá mais uma prévia em seguida da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) e o resultado definitivo sairá após a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

Notícias