PUBLICIDADE
Topo

Após operação da PF, Sara Winter fala em 'acabar com ditadura de folgados'

Sara Winter grava vídeo antes de ir a manifestação em Brasília - Reprodução/Twitter
Sara Winter grava vídeo antes de ir a manifestação em Brasília Imagem: Reprodução/Twitter
do UOL

Do UOL, em São Paulo

27/05/2020 18h29

A ativista Sara Winter gravou um novo vídeo em suas redes sociais para se manifestar em relação à operação da Polícia Federal, relacionada ao inquérito das fake News. Ela convidou seus seguidores para participar de uma manifestação em frente ao Supremo Tribunal Federal, em Brasília, chamou o ministro Alexandre de Moraes de "pilantra", além de falar em "acabar com ditadura".

"Estou descendo para o STF agora e, se Alexandre de Moraes acha que vai me calar - é um covarde, safado pilantra -, estou indo lá me manifestar. Você que é de Brasília, desça lá também para fazer a sua parte para acabar com essa ditadura desses folgados", disse.

No começo do vídeo, ela relembrou o ocorrido: "Todo mundo sabe que às 6h da manhã, a Polícia Federal bateu aqui em casa. Eu fui mais uma das 29 pessoas expostas a situações vexatórias por causa do ministro Alexandre de Moraes, que mandou investigar todo mundo por conta de fake News".

Sara também disse que acionou seus advogados para reaver seus bens. "Eu tive bens apreendidos, meu dinheiro, computador, celular... Estou usando celular de amigo para dar uma satisfação a vocês. Quero comunicar que eu e meus advogados entramos com processos por tudo que vocês imaginam para recuperar meus bens e acabar com essa palhaçada".

Nesta manhã, foram expedidos 29 mandados de busca e apreensão pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, que conduz o inquérito.

Notícias