PUBLICIDADE
Topo

Putin e Zelenski se comprometem a trabalhar por trégua no leste da Ucrânia

09/12/2019 21h06

Paris, 9 dez (EFE).- Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Ucrânia, Vladimir Zelenski, se comprometeram nesta segunda-feira a trabalhar para cumprir o cessar-fogo no leste ucraniano e realizar uma troca de todos os prisioneiros até o fim do ano.

A decisão foi tomada em Paris em uma reunião do chamado Formato de Normandia, mediado pelo presidente da França, Emmanuel Macron, e pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel. O encontro durou cerca de oito horas.

A última troca de prisioneiros ocorreu em setembro, com 70 detidos libertados, a primeira desde o início do confronto, em 2014.

Os dois países também se comprometeram a discutir dentro deste grupo, em um período máximo de 30 dias, o estabelecimento de novas passagens pela linha de frente do conflito, que se estende por mais de 500 quilômetros.

Estabelecer as condições de segurança e políticas para realizar eleições locais na região de Donbass foi outro dos compromissos assumidos por Putin e Zelenski no encontro.

"A Rússia vai fazer tudo o que depender dela para que o conflito seja encerrado", disse Putin em entrevista coletiva após a reunião.

Já Zelenski disse estar convencido de que haverá resultados antes do final do ano se as partes envolvidas assim desejarem.

O Formato de Normandia foi criado em junho de 2014, quando os chefes de governo de Rússia, Ucrânia, França e Alemanha se reuniram pela primeira vez para discutir o levante armado que se transformou em guerra aberta em Donbass.

A guerra entre a Ucrânia e os separatistas pró-Rússia deixou mais de 13 mil mortos desde 2014. A reunião de hoje visava avançar em acordos assinados pelos envolvidos no ano seguinte, em Minsk. EFE

Notícias