Topo

Manifestantes interditam porto do Iraque em maior onda de protestos antigoverno em décadas

19/11/2019 10h07

Por Aref Mohammed

BASRA, Iraque (Reuters) - Manifestantes iraquianos interditaram a entrada do porto de commodities de Khor al-Zubair, próximo de Basra, impedindo a entrada de caminhões, disseram autoridades portuárias à Reuters nesta terça-feira, em continuidade à maior onda de protestos antigoverno em décadas.

Khor al-Zubair é o segundo maior porto do Iraque no Golfo Pérsico. Ele é usado para exportar carregamentos de condensados de gás e recebe remessas de produtos de petróleo refinado, commodities de construção e eletricidade e alimentos.

"As operações de descarga de commodities e bens que precisam ser transportados de caminhão foram completamente interrompidas", disse um funcionário do porto.

Ao menos 315 pessoas foram mortas desde o início dos protestos em massa em Bagdá e no sul do Iraque no início de outubro, os maiores desde a queda de Saddam Hussein em 2003.

Os manifestantes estão exigindo a derrubada de uma classe política vista como corrupta e comprometida com interesses estrangeiros. Insatisfeitos com as promessas de reformas do governo, que consideram insuficientes, muitos passaram a adotar táticas de desobediência civil.

Autoridades petroleiras disseram que as operações de outro terminal, localizado perto de Khor al-Zubair e usado para exportar carregamentos de condensados de gás, não foram afetadas pelo bloqueio desta terça-feira.

Notícias