Topo

JUBs: goleiro resolve no ataque, na defesa e salva Ulbra no futsal

22/10/2019 17h26

O torneio de futsal masculino dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) começou hoje (22). A primeira partida, entre Ulbra, de Canoas (RS), e Uninassau, de Natal (RN), terminou empatada, 1 x 1. Foi uma partida de bom nível técnico e que teve como destaque o goleiro Felipe Moreira, da Ulbra.

 Goleiro Felipe Moreira, da Ulbra - 67º Jogos Universitários Brasileiros  - Ulbra (Canoas RS) x Uninassau (Natal RN) Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras - Saulo Cruz

"A gente queria a vitória mas o empate foi com muita luta, foi um bom resultado para nós", disse o goleiro do time gaúcho. Felipe tem 24 anos mas já jogou profissionalmente e agora estuda educação física. "É meu primeiro JUBs. Encontrei uma baita estrutura, muito legal."

Foi dele um chute de muito longe, sem muita pretensão, mas que enganou o goleiro adversário e abriu o placar. As jogadas com o goleiro arriscando chutes e lançamentos eram recorrentes do time de Canoas. "Hoje eu não estava conseguindo fazer um bom jogo com os pés, mas acabei acertando um chute muito bom", analisou Felipe.

67º Jogos Universitários Brasileiros - torcida durante o jogo de Ulbra (Canoas RS) x Uninassau (Natal RN) Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras - Saulo Cruz/CBDU/Direitos Reservados

Depois do gol, o time de Natal ficou mais ofensivo. Pressionou, trocou passes no campo de ataque com paciência e chegou ao empate. A Uninassau, empurrada pela torcida incansável de três colegas, continuou pressionando, obrigando os gaúchos a, muitas vezes, apelar para os chutões sem direção ou ligações diretas para um atacante que, isolado, pouco produzia. Debaixo das traves, Felipe também mostrou eficiência, salvando o time da derrota com, pelo menos, três defesas difíceis.

Apesar da pressão intensa do time nordestino, o placar não foi alterado. "Tivemos várias oportunidades de matar esse primeiro jogo para estarmos praticamente classificados, mas vamos depender dos outros jogos agora", disse o técnico do Uninassau, Robério Pereira.

Para o treinador do time potiguar, os JUBs são uma oportunidade dos jovens estudantes agregarem novas experiências e também evoluírem esportivamente. "São meninos que têm a oportunidade de disputar competições em outros estados, conhecer novas culturas, fazer novas amizades, mas não perdendo o foco da competição. Porque os JUBs passaram a ser uma vitrine para o futsal brasileiro."

67º Jogos Universitários Brasileiros - Ulbra (Canoas RS) x Uninassau (Natal RN) Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras - Saulo Cruz/CBDU/Direitos Reservados

Apesar de já ter passado pelo futsal profissional, Felipe diz que sua primeira participação no JUBs ficará marcada em sua vida. "Não tinha noção do que era e é muito legal. É uma experiência que vou levar para a minha vida com certeza. Que a gente sempre tenha bastante apoio para o esporte universitário porque só quem vive isso sabe o quanto é bom."

As primeiras disputas dos JUBs 2019 começaram hoje. Os atletas de de futsal, basquete, vôlei e handebol abriram as competições e seguem em quadra nos próximos dias. Amanhã (23) começam as disputas de jogos eletrônicos, judô, karatê, vôlei de praia e da categoria acadêmica.

*O repórter viajou a convite da Confederação Brasileira do Desporto Universitário

Notícias