Topo

"Não me importo com ingratidão", diz Joice após deixar liderança do governo

Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) - Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo
Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) Imagem: Mateus Bonomi/Agif/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

17/10/2019 17h48

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) comentou pela primeira vez sua substituição pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO) na liderança do governo no Congresso Nacional.

"Deixo a liderança no Congresso com dever cumprido", escreveu a deputada no Twitter. "Articulei Reforma da Previdência em todo país, aprovei o PLN, que deu a Bolsonaro R$ 248 bi e o salvou de um impeachment, contive inúmeras crises. Não me importo com a ingratidão. Meu couro é duro. Sigo pelo apoiando o Brasil!".

Joice ainda declarou que, agora que está fora da liderança, pode cuidar mais tempo da sua candidatura à prefeitura de São Paulo.

"Não nasci líder, não preciso disso. Trabalhei 20h por dia para salvar o governo de crises, aprovar pautas importantes para o país, apagar incêndios durante todos esses meses. Agora ganho minha alforria e mais tempo para cuidar do meu mandato e da minha candidatura à prefeitura".

"E como eu disse muitas vezes: 'Eu jamais seria a primeira a trair'. Então, nunca trairia, mas sabia que poderia esperar a traição. Nada me abala. Todas as vezes que tentaram puxar meu tapete eu caí para cima! Então esperem...", completou.

Bolsonaro se reuniu com novo líder

Em atualização da agenda de Bolsonaro, a Presidência informou que Eduardo Gomes se reuniu com o presidente e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, às 11h30, no Palácio do Planalto.

Antes de ser alçado ao posto de líder, Gomes atuava como vice-líder do governo no Senado.

Joice foi destituída após assinar lista apoiando a permanência do líder do PSL, Delegado Waldir (GO), no cargo. Ele conseguiu se manter após articulação da família Bolsonaro para colocar o deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, como líder do partido na Casa.

Mas oficialmente, o Planalto não informou o motivo da troca.

MDB cresce

Com a substituição da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO) como líder do governo no Congresso Nacional, o MDB passa hoje a ter um ministério e duas lideranças do governo de Jair Bolsonaro (PSL).

A saída de Joice e a oficialização de Gomes foram confirmadas pela Presidência da República.

Com a troca de cadeiras, as lideranças do governo Bolsonaro no Congresso ficam assim:

  • Líder do governo no Congresso: senador Eduardo Gomes (MDB-TO)
  • Líder do governo no Senado: senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)
  • Líder do governo na Câmara: deputado Major Vítor Hugo (PSL-GO)

O MDB tem ainda Osmar Terra como ministro da Cidadania.

O antecessor de Bolsonaro na Presidência da República, Michel Temer é do MDB. Ele era vice-presidente de Dilma Rousseff (PT) até esta sofrer um impeachment em 2016.

No início da tarde, Bolsonaro viajou com Ramos e o ministro da Justiça, Sergio Moro, para participar de aula inaugural de curso de formação da Polícia Rodoviária Federal, em Vargem Pequena, Santa Catarina. A previsão é que ele faça a transmissão ao vivo nas redes sociais de toda quinta no estado e retorne a Brasília no final da no

Notícias