Topo

Juiz absolve Temer de acusação de obstruir Justiça por diálogo com Joesley

O ex-presidente Michel Temer (MDB) durante entrevista no programa Roda Viva - Reprodução
O ex-presidente Michel Temer (MDB) durante entrevista no programa Roda Viva Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

16/10/2019 23h00

O ex-presidente Michel Temer foi absolvido "sumariamente" no processo que respondia sobre obstrução de Justiça. A denúncia do MPF contra Temer dizia respeito às gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, dono da JBF.

O juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, considerou que o MPF havia adulterado os diálogos para incriminar Temer.

A denúncia contra Temer foi feita em maio de 2017 pelo então Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.

Na ocasião, Janot afirmou que o ex-presidente tinha estimulado a compra do silêncio de Lúcio Funaro, para que ele não fizesse um acordo de delação premiada.

Segundo o juiz, a transcrição do diálogo foi feita sem levar em conta ruídos e interrupções. Assim, ele afirma que o MPF suprimiu "falas ininteligíveis" e uniu outras falas "registradas separadamente pela perícia" para dar um sentido criminoso à conversa entre Joesley e Temer.

"O diálogo quase monossilábico entre ambos evidencia, quando muito, bravata do então Presidente da República, Michel Temer, muito distante da conduta dolosa de impedir ou embaraçar concretamente investigação de infração penal que envolva organização criminosa", finaliza o juiz.

Notícias