Topo

Governo espanhol critica atos de violência e promete segurança na Catalunha

15/10/2019 19h51

Madri, 15 out (EFE).- O governo da Espanha reforçou na noite desta terça-feira o compromisso de garantir a segurança na Catalunha em meio aos episódios de violência que estão ocorrendo nas ruas de várias cidades da região autônoma e os definiu como fruto de ações "coordenadas".

Em comunicado divulgado durante o segundo dia de protestos na Catalunha contra a decisão do Tribunal Supremo do país de condenar nove líderes separatistas a penas de 9 a 13 anos de prisão, o governo liderado interinamente por Pedro Sánchez não especificou quais ações pretende tomar, mas ressaltou o trabalho das forças de segurança e elogiou a coordenação com as polícias local e nacional.

Na nota, o governo diz que agirá com "firmeza, proporcionalidade" e "unidade" com os demais partidos políticos que compõem o Parlamento - o governo interino é comandado pelo socialista PSOE.

"Uma minoria está querendo impor a violência nas ruas das cidades catalãs, especialmente Barcelona, Tarragona, Girona e Lérida", afirma o governo no comunicado, no qual admite que a violência ocorrida na noite desta terça "está sendo generalizada em todos os protestos".

Após dizer que "grupos violentos de manifestantes" atacaram as sedes das subdelegações do governo em Tarragona, Girona e Lérida e que eles estão provocando "destruição e atos de vandalismo" em outras cidades catalãs, Madri destacou que considera "evidente" que "este não é um movimento cidadão pacifico", mas "coordenado por grupos que utilizam a violência na rua para romper a convivência na Catalunha".

Em relação a essa situação, o governo ressaltou no comunicado o reconhecimento ao trabalho das forças de segurança, lembrou que "alguns agentes ficaram feridos nos distúrbios" e classificou como "muito positiva" a coordenação e o trabalho conjunto entre as corporações nacionais e regionais.

"O objetivo do governo da Espanha é e sempre será garantir a segurança e a convivência na Catalunha, e o fará se for preciso seguindo o seu compromisso de firmeza, proporcionalidade e unidade", conclui a mensagem do governo interino.

Junto com o comunicado, o governo enviou a veículos de imprensa alguns vídeos que mostram os atos de vandalismo que estão sendo cometidos em vários lugares da Catalunha.

Entre essas imagens, uma mostra um grupo de manifestantes agrupando lixeiras e as incendiando, e depois vários deles agarram e batem em um homem que tentava apagar as chamas com um extintor.

Outro vídeo mostra homens encapuzados perseguindo um furgão da polícia regional e agentes que o escoltam. Eles atacam um agente, o jogam no chão e o agridem. EFE

Notícias