Topo

Macron revela que terá reuniões com Trump e Rohani durante Assembleia da ONU

23/09/2019 15h55

Nações Unidas, 23 set (EFE).- O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta segunda-feira que se reunirá com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o do Irã, Hassan Rohani, para tentar evitar o aumento da tensão entre os dois países, após os recentes ataques a refinarias na Arábia Saudita.

"Tive uma primeira conversa informal com o presidente Trump, no início da Cúpula (do Clima), nesta manhã. Nesta noite, encontrarei com o presidente Rohani e amanhã, de novo, com o presidente Trump", garantiu Macron, em entrevista coletiva concedida na sede das Nações Unidas.

Na última sexta-feira, a Casa Branca negou à Agência Efe que estivesse programada qualquer reunião com o presidente da França. Ontem, Trump ainda disse que não tinha planos de se encontrar com Rohani, embora se mantenha aberto à possibilidade.

Macron explicou que pretende apresentar proposta para auxiliar no fim da "evitar a escalada" das tensões no Golfo Pérsico.

"Devemos manter com sucesso um marco contratual sobre a atividade nuclear em curso no Irã", garantiu o presidente francês, em referência a acordo nunclear assinado em 2015, e válido até 2025.

Além disso, Macron apontou como outro dos pontos-chave para alcançar uma paz duradoura conseguir um pacto que limite a atividade balística no Irã.

"O que é importante para mim, é a estabilidade, a segurança. Do Iraque, obviamente, da Arábia Saudita e de todos os país que poderiam ser atingidos", afirmou Macron, que participou nesta segunda-feira da Cúpula do Clima da ONU.

Antes de viajar para Nova York, Rohani defendeu nesta segunda-feira "uma cooperação em massa" e "uma paz a longo prazo" no Golfo Pérsico, onde foram registrados vários incidentes de segurança e a tensão cresceu recentemente. EFE

Mais Notícias