Topo

Itália: líder do antissistema M5S anuncia diálogo para 'sólida' maioria

22/08/2019 14h27

Roma, 22 Ago 2019 (AFP) - O líder da sigla antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), Luigi Di Maio, anunciou nesta quinta-feira (22) que iniciou as negociações para uma maioria "sólida" no Parlamento da Itália.

Di Maio enumerou os dez pontos de um eventual programa de governo e lembrou que a legenda é a maior força política, apesar da implosão do consenso em 14 meses no poder.

Líder de um movimento nascido da insatisfação com a "velha política" e com uma bandeira anticorrupção, Di Maio lembrou que "ainda resta muito por fazer" e que "não teme as eleições".

"Não vamos deixar o barco afundar", disse Di Maio, sem especificar os partidos, com os quais está negociando.

"Em março de 2018, os cidadãos nos pediram para mudar este país de forma profunda", lembrou Di Maio, que criticou, indiretamente, seu ex-aliado Matteo Salvini, que se deixou seduzir "pelos caprichos do verão", ao mencionar a crise deflagrada pelo líder de ultradireita da Liga em plena temporada de férias.

Vários dos pontos mencionados convergem com as condições postas pela esquerda italiana, por meio do Partido Democrático, para formar governo com o Movimento 5 Estrelas. Entre eles, a defesa do meio ambiente e uma série de reformas.

As duas forças parlamentares somariam forças para evitar eleições antecipadas e, ao mesmo tempo, conter o avanço da extrema direita da Liga de Matteo Salvini, ministro do Interior em deixará o governo.

Nas eleições legislativas de 2018, o M5E obteve 32%, enquanto o Partido Democrático foi a segunda força mais votada com pouco mais de 17%.

kv/jz/tt

Mais Notícias