Topo

Ferrari promete novo GT para novembro, mas nega competição com Porsche

Ferrari 812 Superfast - Divulgação
Ferrari 812 Superfast Imagem: Divulgação

Joseph White

Em Pebble Beach (EUA)

20/08/2019 12h19

A Ferrari anunciou que expandirá sua gama de carros de turismo com maior facilidade de condução, mas que não tentará perseguir o volume anual de vendas da Porsche. Quem confirmou a informação foi o presidente da fabricante, John Elkann, a uma plateia de entusiastas de carros clássicos em um campo de golfe em Pebble Beach.

Elkann também reiterou que a Fiat Chrysler Automobiles, da qual da qual também é presidente, permanece aberta a oportunidades de se unir a outras montadoras, mas está posicionada para permanecer independente. A Fiat Chrysler propôs em maio uma fusão com a montadora francesa Renault, mas o negócio desmoronou depois que o governo francês interveio, com Elkann retirando a proposta de fusão.

O presidente-executivo da Fiat Chrysler, Mike Manley, enviou a mesma mensagem para a Renault e outros possíveis parceiros no início deste mês.

Elkann visitou Pebble Beach durante o Concours d'Elegance, onde colecionadores levam alguns dos mais raros e antigos automóveis do mundo para serem admirados e vendidos, com fabricantes de carros de luxo exibindo novos modelos exóticos.

A Ferrari é mais conhecida por carros esportivos chamativos e de alto desempenho. Entre os fãs de Ferraris vintage, os carros GT (grand touring) da década de 1960 - alguns com capacidade para quatro pessoas - estão entre os modelos mais populares em leilões e em eventos de entusiastas. Os carros GT foram projetados para serem confortáveis

Elkann confirmou que a Ferrari vai revelar um novo carro do tipo GT em novembro. A Ferrari disse anteriormente que cerca de 40% de suas vendas totais poderiam vir de carros GT até 2022, acima dos 32% atuais.

A Ferrari esboçou planos para expandir sua receita para 5 bilhões de euros (R$ 22,4 bilhões) em 2022, frente aos 3,4 bilhões de euros (R$ 15,2 bilhões) em 2017. A empresa disse que planeja adicionar um modelo chamado Purosangue para competir na crescente onda de utilitários de marcas esportivas, como o Lamborghini Urus.

A rival Porsche, de posse da Volkswagen, expandiu suas vendas para mais de 250 mil carros esportivos e utilitários esportivos por ano. Elkann, entretanto, disse que a Ferrari não está almejando o nível de vendas da Porsche.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Notícias