Topo

Empresa desenvolve tratamento que pode curar cegueira com células-troncos

Reprodução/BlueSci
Imagem: Reprodução/BlueSci

Do BOL,

em São Paulo

15/04/2019 22h24

Vítimas da retinite pigmentosa, uma doença genética que causa cegueira, renovam a esperança de cura com um novo tratamento feito com células-tronco. Uma empresa britânica relatou sucesso de uma nova terapia para tratamento da doença que ajuda a reparar a retina danificada. As informações são do Daily Mail.

O tratamento envolve a injeção de um milhão de células-tronco na parte de trás do olho do paciente, que, depois de implantadas, se transformam em bastonetes e cones, células sensíveis à luz, que substituem as perdidas pela retinite pigmentosa.

O desenvolvimento de bilhões de células-troncos para o implante é feito em laboratório. As células-troncos são capazes de se transformar em outros tipos de células, dependo da parte do corpo onde são implantadas.

Segundo Olav Hellebo, diretor executivo da ReNeuron, empresa britânica de biotecnologia responsável pelo tratamento, testes em três pacientes considerados cegos produziram resultados "excitantes".

"Estamos obviamente muito animados. São apenas três pacientes e, por isso, temos que ter em mente todas as ressalvas", afirmou o executivo. São considerados legalmente cegos pessoas que leem menos de 36 letras em um cartaz de 100 letras.

Antes do procedimento, os três conseguiam ler apenas letras grandes em um cartaz de teste especial. Contudo, 18 dias depois do tratamento, a visão deles melhorou ao ponto de conseguirem ler letras menores. Um dos pacientes progrediu até deixar de ser considerado cego. Ele relatou que conseguiu enxergar a comida em seu prato depois de anos.

A perda de visão em portadores da retinite pigmentosa pode começar em qualquer fase da vida e se caracteriza pela deterioração da visão noturna e periférica, seguidas pela perda total da visão.

"Esses resultados iniciais são encorajadores e darão esperança àqueles que vivem com a doença. No entanto, estamos cautelosos porque o tratamento está em fase inicial e há poucos pacientes envolvidos", afirma Tina Houlihan, da organização de caridade retina UK.

(Com informações do Daily Mail)

Para receber notícias do Brasil e do mundo, acesse o Messenger do BOL, digite "Notícias" e clique em "Sim". É simples e grátis!

Mais Notícias