Topo

Coliseu e Pompeia foram os mais visitados na Itália em 2018

2019-02-19T13:46:00

19/02/2019 13h46

ROMA, 19 FEV (ANSA) - O Ministério de Bens e Atividades Culturais da Itália (Mibac) anunciou que mais de 55 milhões de pessoas visitaram os museus e sítios arqueológicos do país em 2018, um aumento de mais de 5 milhões em comparação com o ano de 2017.   


Entre os locais mais visitados está o Coliseu, o Fórum Romano e o Palatino, que tiveram um acréscimo de 8,73% no número de visitantes, atingindo 7.650.519. Já em segundo lugar está o sítio Arqueológico de Pompeia, com um aumento de 7,78%, cerca de 3.646.585 entradas.   


Segundo o Mibac, entre os museus, o maior aumento foi registrado no Palácio Real de Turim (+27,82%), seguido do Palazzo Pitti, em Florença (+24,23%), da Grotte di Catullo (+18,83%) e dos Jardins de Boboli (17,92%), considerado o quinto local mais visitado na Itália. No ranking dos 30 lugares há oito localizados na região do Lazio, seis na Câmpania, cinco na Toscana, quatro na Lombardia, três no Piemonte, dois no Vêneto e um em Puglia e Friuli Venezia Giulia.   


De acordo com o governo, o aumento está relacionado tanto no número de venda de ingressos, que passou de 24.068.759 em 2017 para 24.938.547 no ano passado, quanto na receita bruta. Ao todo, o valor de arrecadação registrou um acréscimo de 35.444.469 milhões de euros, atingindo 229.360.234 em 2018.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Mais Notícias