PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Saiba o que significam os principais termos e siglas dos investimentos

FatCamera/iStock
Imagem: FatCamera/iStock
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

do UOL

15/06/2021 04h00

Quando começamos a investir nos assustamos com dezenas de novos termos e siglas que não fazem sentido nenhum. É a renda fixa que varia, o CDB que rende o CDI, a ação que não tem liquidez para ser viável. Para ajudar você a não ficar tão perdido em relação a esses nomes, separei alguns dos termos mais usados no mundo dos investimentos.

Tesouro Direto

Por meio do Tesouro Direto você consegue investir em títulos públicos federais. Dentro do Tesouro Direto existem várias aplicações diferentes como o Tesouro IPCA, que é um investimento que segue a taxa da inflação, o Tesouro Selic, que segue a taxa Selic e o Tesouro Prefixado, que segue uma taxa determinada no momento do investimento. Cada um desses títulos serve para objetivos diferentes.

Taxa Selic

A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. O Banco Central é o responsável por decidir se ela sobe ou desce, dependendo principalmente da inflação do Brasil. Se a inflação está alta, o Banco Central pode usar a taxa Selic para dar uma segurada nos preços. Se a inflação está baixa, o Banco Central pode estimular a economia pela taxa de juros baixa.

CDB

O CDB ou Certificado de Depósito Bancário, é um dos investimentos de renda fixa mais comuns e acessíveis. É emitido por bancos e normalmente a rentabilidade dele segue a taxa CDI. A vantagem dos CDBs é que alguns permitem uma remuneração maior que a do Tesouro Direto.

CDI

O CDI ou Certificado de Depósito Interbancário, é uma taxa que determina o rendimento de diversas aplicações de renda fixa, como CDBs, LCIs, LCAs e LCs. O CDI apresenta um valor um pouco abaixo da taxa Selic. Por exemplo, se hoje a taxa Selic está em 3,5% ao ano, o CDI vai render3,4% ao ano.

Liquidez

Liquidez é a velocidade com a qual um investimento pode se transformar em dinheiro na sua mão. A poupança tem liquidez imediata, então, se você pedir o resgate do seu dinheiro para a conta corrente, em poucos segundos seu dinheiro estará disponível. Alguns investimentos podem demorar de 1 a 3 dias úteis para estarem disponíveis para você depois de solicitado o resgate.

Volatilidade

A volatilidade indica o quanto um investimento varia de preço em um período de tempo. A poupança tem volatilidade baixa, pois, o valor que você investe nela não muda bruscamente de valor conforme os dias passam. Já as ações têm uma volatilidade maior, podem valorizar ou desvalorizar rapidamente em poucos dias.

Renda Fixa

Os investimentos de renda fixa são aqueles que rendem uma taxa conhecida desde o momento da aplicação. É importante saber que essa taxa pode mudar de valor e o fixo da renda fixa se refere à taxa que o investimento é indexado. Em alguns investimentos da renda fixa é possível perder dinheiro durante sua vigência, por isso é importante que você estude bem antes de investir em qualquer um deles.

Renda Variável

Na renda variável não existe nenhuma taxa ou fator que determine o rendimento da sua aplicação. Por exemplo, a ação de uma empresa pode subir ou descer de acordo com a cotação do dólar, uma mudança na política econômica do Brasil ou até mesmo um escândalo político. São investimentos de renda variável mais comuns: ações, fundos imobiliários, ETFs e opções de ações.

Ações

Ação é um pedaço de uma empresa que pode ser comprado por meio da Bolsa de Valores. Quando você compra uma ação, está adquirindo parte dessa empresa e pode ganhar com ela conforme a cotação da ação aumenta. Você também recebe os dividendos dessa ação, que são parte do lucro da empresa dividida entre os sócios da empresa.

Você já conhecia todos esses termos e siglas? Comente aqui o que mais gostaria de saber sobre investimentos e assim descomplicar as finanças.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Notícias