PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Xi repudia tentativas de "politização e estigmatização" com a pandemia

22/09/2020 16h44

Nações Unidas, 22 set (EFE).- O presidente da China, Xi Jinping, rejeitou nesta terça-feira, em discurso na Assembleia Geral da ONU, qualquer "tentativa de politização" ou "estigmatização" em torno da pandemia de Covid-19, minutos após o mandatário dos Estados Unidos, Donald Trump, pedir que o país asiático seja responsabilizado por "infectar o mundo".

Em mensagem de vídeo, Xi ressaltou que a resposta à doença deve ser "guiada pela ciência" e com um papel fundamental da Organização Mundial da Saúde (OMS), muito criticada por Trump.

"O vírus será derrotado. A humanidade vencerá esta batalha", declarou o governante chinês, que pediu cooperação internacional e apoio para os países mais vulneráveis.

Neste sentido, destacou que as possíveis vacinas que a China está desenvolvendo, com várias na última fase de testes clínicos, serão consideradas um "bem público global" e distribuídas prioritariamente aos países em desenvolvimento.

Xi garantiu que a China continuará a compartilhar boas práticas, tratamentos e produtos com o resto do mundo, insistindo que é preciso ter solidariedade em meio à pandemia.

"Qualquer tentativa de politizar ou estigmatizar esta questão deve ser rejeitada", comentou Xi, que também argumentou que as potências devem fazer a sua parte para a recuperação desta crise, não apenas dentro de suas fronteiras, mas também no resto do mundo.

O presidente chinês anunciou que seu governo fornecerá mais recursos para a resposta humanitária da ONU à pandemia e ampliará sua cooperação com a organização em questões de desenvolvimento. EFE

mvs/vnm

(foto) (vídeo)

Notícias