PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Guedes escolhe substitutos de Mattar e Uebel no Ministério da Economia

Diogo Mac Cord é o novo secretário de Desestatização; Caio Andrade, Desburocratização - Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Diogo Mac Cord é o novo secretário de Desestatização; Caio Andrade, Desburocratização Imagem: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

13/08/2020 21h39Atualizada em 13/08/2020 21h43

Após a "debandada" no Ministério da Economia, Paulo Guedes, indicou hoje os nomes de Diogo Mac Cord para assumir a Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados e Caio Andrade para a Secretaria Especial de Desburocratização Gestão e Governo Digital.

Cord e Andrade substituirão Salim Mattar e Paulo Uebel, respectivamente, que deixaram o Ministério da Economia nesta semana. Segundo Guedes, Mattar estava insatisfeito com o ritmo das privatizações no país e Uebel reclamou da falta de andamento da reforma administrativa, que trata dos servidores públicos.

Diogo Mac Cord já estava no Ministério da Economia, no cargo de secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura. É mestre em Administração Pública pela Universidade de Harvard (EUA) e doutor em Engenharia pela USP (Universidade de São Paulo). Foi professor e coordenador do MBA do setor elétrico da FGV Management e sócio-líder de governo e regulação da infraestrutura da KPMG no Brasil.

Já Caio Andrade é o atual diretor presidente do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados). Tem formação em Comunicação Social pela UNIP (Universidade Paulista), pós-graduação em Administração e Gestão pela Universidade de Harvard e mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Duke (EUA).

Com a saída de Andrade, a presidência do Serpro será ocupada por Gileno Barreto, atual diretor Jurídico e de Governança e Gestão da empresa. É formado em Direito pelo UniCEUB (Centro Universitário de Brasília), pós-graduado e mestrando em Direito Tributário Internacional, e possui MBA em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP).

Em nota enviada pela assessoria do Ministério da Economia, Guedes voltou a agradecer Salim Mattar e Paulo Uebel pelo trabalho feito na pasta.

Notícias