PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Moraes suspende depoimento de Aécio em inquérito sobre superfaturamento

O ministro acatou um pedido da defesa do deputado federal, que alega dificuldade de acesso aos depoimentos que o acusam - Mateus Bonomi/AGIF
O ministro acatou um pedido da defesa do deputado federal, que alega dificuldade de acesso aos depoimentos que o acusam Imagem: Mateus Bonomi/AGIF
do UOL

Do UOL, em São Paulo

11/08/2020 22h52

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes acatou um pedido da defesa do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) e suspendeu hoje o depoimento dele no inquérito que apura superfaturamento na construção da Cidade Administrativa, sede do governo estadual mineiro, enquanto ele era governador.

O argumento da defesa de Aécio é a dificuldade de acesso aos depoimentos que o incriminaram perante o Juízo da Vara de Inquéritos Policiais de Belo Horizonte. Por esse motivo, Alexandre de Moraes já havia autorizado o acesso às delações na semana passada.

O depoimento está suspenso até que os advogados tenham acesso integram aos depoimentos:

"Ante o acima exposto e vislumbrando nos autos documentos inequívocos de descumprimento da minha decisão, determino o cumprimento, no prazo máximo de 24 horas, da decisão por mim proferida, bem como suspendo o depoimento do reclamante, para data posterior ao acesso integral das declarações prestadas pelos colaboradores que incriminam o reclamante", diz decisão do ministro.

Aécio foi indiciado pela Polícia Federal em maio, junto a outras onze pessoas, por corrupção, desvio de recursos públicos e falsidade ideológica em esquema de superfaturamento na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais entre os anos de 2007 e 2010.

Notícias