PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Príncipe saudita teria ordenado sequestro de filhos de ex-agente, diz site

O príncipe saudita Mohammed bin Salman - AFP PHOTO / SAUDI ROYAL PALACE / BANDAR AL-JALOUD
O príncipe saudita Mohammed bin Salman Imagem: AFP PHOTO / SAUDI ROYAL PALACE / BANDAR AL-JALOUD
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/08/2020 12h03

O herdeiro do trono saudita, príncipe Mohammed bin Salman está sendo acusado de ordenar o sequestro dos irmãos Omar e Sarah Aljabri. As informações são do site Buzzfeed.

Os jovens, que foram sequestrados no dia 16 de março e estão desaparecidos desde então, seriam filhos de Saad Aljabri, um ex-funcionário do governo saudita que trabalhou por mais 40 anos para o rei Salman e para o ex-príncipe herdeiro Mohammad bin Nayef.

Saad Aljabri conta ter sido deposto em junho de 2017 por ordem de bin Salman. Ele, que já vivia no exterior, não retornou ao país, mas seus filhos não puderam deixar a Arábia Saudita.

Na época, tanto Sarah quanto Omar — então com 17 e 18 anos — tinham conseguido vagas em universidades americanas e possuíam visto de estudante, mas foram proibidos de embarcar no aeroporto.

Um processo que investiga a participação de bin Salman no sequestro foi aberto na última quinta-feira. Segundo o processo, ao qual o Buzzfeed teve acesso, "Poucos lugares contêm informações mais sensíveis, humilhantes e condenatórias sobre [o príncipe herdeiro] do que a mente e a memória do Dr. Saad - exceto, talvez, as gravações que o Dr. Saad fez em antecipação à sua morte".

O príncipe herdeiro saudita é acusado de ter ordenado o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, um crítico ao governo do país que trabalhava no jornal Washington Post.

Notícias