PUBLICIDADE
Topo

Kanye West afirma que não apoia mais Trump e revela que teve Covid-19

08/07/2020 20h51

Nova York (EUA), 8 jul (EFE).- O rapper Kanye West afirmou, em entrevista publicada nesta quarta-feira à revista "Forbes", que não apoia mais o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a quem pretende enfrentar nas próximas eleições, e revelou ter contraído a Covid-19 em fevereiro.

"Estou tirando o boné vermelho com esta entrevista", disse o astro da música, em referência a cor que simboliza o Partido Republicano.

Ao ser questionado sobre como avalia o governo de Trump, West foi firme e afirmou ter sido um ponto baixo o momento em que o presidente se refugiou na Casa Branca durante protestos contra o racismo, realizados em Washington.

"Me parece que tudo está um caos", avaliou o rapper.

West voltou a afirmar que pretende disputar as próximas eleições e confirmou dois apoiadores, a mulher dele, Kim Kardashian, e o empresário Elon Musk, garantiu que não pretende contar com nenhuma estrutura de campanha e que irá conversar com outros postulantes.

"Estou falando com especialistas, vou falar com Jared Kushner, genro e conselheiro de Trump, com a Casa Branca e com Joe Biden", disse o rapper, sobre a viabilização da candidatura.

O astro da música revelou que o slogan de campanha será "Yes!" (Sim, em português) e que a candidata à vice será Michelle Tidball, uma controversa pastora do Wyoming.

West ainda anunciou o nome da legenda pela qual pretende concorrer, o Birthday Party (Partido do Aniversário), já que segundo ele, "quando vencermos, será aniversário de todo mundo".

Questionado sobre como seria se vencesse as eleições, o rapper falou em ultrapassar as questões de racismo, em empoderar "pessoas com 40 acres e uma mula" e da posição contrária ao aborto, de acordo com o que diz a Bíblia.

Além disso, explicou não ter estabelecido um plano de política exterior, já que está "concentrado em proteger os Estados Unidos primeiramente".

WAKANDA PARA SEMPRE.

Na entrevista à "Forbes", West ainda apresentou um exemplo de como pretende que os Estados Unidos seja, no caso, um reino fictício na África, que foi apresentada nos quadrinhos da Marvel e tinha como governante a personagem Pantera Negra.

"Vou usar a estrutura de Wakanda, porque é o melhor exemplo do que nossa equipe de design fará com a Casa Branca. A quantidade de inovação que pode acontecer, a quantidade de inovação em medicina. Vamos trabalhar juntos, inovar", disse.

INFECÇÃO PELO NOVO CORONAVÍRUS.

O rapper ainda contou que deu positivo em teste para o novo coronavírus, em fevereiro, e relatou como foram os dias em que teve que conviver com os sintomas da Covid-19.

"Tive calafrios, tremedeira na cama, tomei banho quente, vi vídeos que me diziam o que fazer para superar aquilo", relatou West.

Notícias