PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro sobrevoa áreas atingidas por ciclone em Santa Catarina

do UOL

Do UOL, em Brasília

04/07/2020 10h37

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobrevoou hoje (4) áreas atingidas pelo "ciclone bomba", em Santa Catarina. O mandatário chegou ao estado pela manhã e decolou para vistoriar regiões das cidades de Tijucas e Governador Celso Ramos. A agenda no local durou cerca de 2 horas até Bolsonaro voltar para Brasília.

Segundo informações do governo de Santa Catarina, durante a agenda, Bolsonaro se encontraria com representantes do estado e do Fórum Parlamentar Catarinense para debater a situação.

Pelo Twitter, Bolsonaro prestou solidariedade às vítimas e disse que o governo federal enviou equipes da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil ao estado de SC. "Que Deus conforte as famílias das vítimas desta e de toda situação que o país atravessa atualmente", escreveu.

De acordo com a Secom (Secretaria de Comunicação Especial da Presidência), às 10h Bolsonaro já havia sobrevoado a região. O presidente deixou Brasília por volta das 6h30 e às 10h30 decolou de volta à capital sem falar com jornalistas.

Ao menos dez pessoas morreram no Sul do país, após a passagem do ciclone. Os ventos e chuvas causadas pelo fenômeno derrubaram árvores e postes, destelharam casas e deixaram milhares de famílias sem energia.

A Defesa Civil nacional articula uma transferência emergencial de recursos para o governo estadual, que anunciou um decreto de calamidade pública.

A visita de Bolsonaro acontece após uma reaproximação do governador Carlos Moisés (PSL), ele se distanciou do presidente durante o racha do partido, no final do ano passado. A briga interna culminou com a saída de Bolsonaro da sigla.

Notícias