PUBLICIDADE
Topo

Trump elogia dado de emprego e diz pevê bons bons números para próximos meses

Eduardo Gayer

São Paulo

02/07/2020 13h32

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concedeu coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira, 2, para elogiar o relatório de empregos americano, o payroll, que apresentou números surpreendentes sobre o mês de junho. De acordo com o Departamento do Trabalho do país, houve criação de 4,8 milhões de vagas no mês passado, leitura acima da mediana de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, que apontava para criação de 3,7 milhões de vagas.

"Payroll de hoje traz notícias espetaculares para nosso país e mostra que a recuperação econômica é extremamente forte", disse o republicano. "Também vamos ter números bons de emprego nos próximos meses", completou o presidente norte-americano.

Trump ainda afirmou que o mercado acionário americano "está indo muito bem", o que, para ele, significa mais empregos. "Cada americano que perdeu seu emprego vai recuperá-lo", acrescentou o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin.

"O mercado de ações está no melhor lugar em 20 anos. Nenhum outro presidente conseguiria os números de emprego que eu consegui", declarou ainda o líder da Casa Branca, que ainda relacionou a leitura surpreendente do payroll aos acordos comerciais que firmou em sua gestão, como o Acordo Comercial Estados Unidos-México-Canadá (USMCA, na sigla em inglês) e o acordo comercial sino-americano de fase 1.

Donald Trump aproveitou a coletiva de imprensa para reiterar críticas que tem feito à China. Ele voltou a chamar o novo coronavírus de "vírus chinês", expressão condenada por Pequim, e disse que o país asiático poderia ter freado a doença.

Notícias