PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro merece ser punido com impeachment, diz Lula à CNN americana

Lula diz que Bolsonaro já cometeu "muitos crimes de responsabilidade" e "merece ser punido por isso" - Reprodução
Lula diz que Bolsonaro já cometeu "muitos crimes de responsabilidade" e "merece ser punido por isso" Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 17h39

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista à CNN americana e analisou o cenário do Brasil em meio à pandemia do novo coronavírus e as crises política e econômicas vividas pelo país no mesmo contexto. O petista disse que o atual presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), "cometeu muitos crimes de responsabilidade" e "merece ser punido por isso".

"Hoje existem 35 pedidos de impeachment no Congresso Nacional. Portanto, o presidente da Câmara dos Deputados terá que escolher um projeto para colocar em votação. Ele já cometeu muitos crimes de responsabilidade, e eu acho que ele já merece ser punido por isso. Já merece ser punido, e eu espero que a gente tenha força suficiente para votar o impeachment dele", disse Lula.

O ex-presidente criticou as atitudes de Bolsonaro no comando do país nos últimos meses desde o início da pandemia.

"O Brasil tem um problema sério de governabilidade. O Brasil vive uma crise sanitária profunda, vive uma crise econômica profunda, e vive uma crise de irresponsabilidade por parte do presidente da República", afirmou.

Lula ainda falou que Bolsonaro "não acredita na pandemia" e "não tem nenhuma preocupação pela quantidade de pessoas que estão morrendo" no país.

Sobre o cenário político, o petista colocou em dúvida o término do mandato do atual presidente no prazo original.

"Eu acho difícil a sociedade brasileira suportar o Bolsonaro até 2022 se o clima econômico continuar do jeito que está, se o desemprego continuar do jeito que está, e se a pobreza continuar aumentando como está", disse.

O ex-presidente ainda criticou os atos de Bolsonaro em alinhamento com o líder dos Estados Unidos, Donald Trump.

"Bolsonaro já conseguiu brigar com todo mundo para agradar ao presidente Trump. O que é mais grave é que eles não têm respeito pelas instituições, então ele e o Trump são muito semelhantes", concluiu.

Notícias