PUBLICIDADE
Topo

Piauí fecha supermercados e padarias no domingo para combater o coronavírus

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT-PI) - Reprodução/Facebook
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT-PI) Imagem: Reprodução/Facebook
do UOL

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

29/05/2020 17h44

Novo decreto do governo do Piauí restringiu mais atividades no fim de semana para combater a disseminação do novo coronavírus, causador da covid-19, no estado. Supermercados, mercados e padarias não poderão funcionar no próximo domingo (31).

De hoje até a meia-noite de domingo está suspenso o transporte intermunicipal de passageiros na modalidade rodoviário, classificados como serviço convencional, alternativo, semiurbano ou fretado. Uma ressalva à suspensão será o transporte intermunicipal fretado de pacientes para realização de serviços de saúde.

No domingo, estão proibidas aberturas de supermercados, feiras, mercados e padarias (veja a relação abaixo). A determinação de restrição somou-se hoje à antecipação do feriado de Corpus Christi, que ocorreria em 11 de junho.

Com as restrições, o governo pretende alcançar maior o índice de distanciamento social em 55% para evitar o colapso do sistema público de saúde do estado.

Durante a pandemia do novo coronavírus, 146 pessoas morreram com covid-19 e 4.503 pessoas foram infectadas pelo vírus no Piauí. Atualmente, 497 doentes com covid-19 estão internados, sendo 336 em leitos clínicos e 158 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e três em leitos de estabilização. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado pelo governo do estado ontem.

Os serviços públicos, como de energia elétrica, saneamento básico, serviços funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, devem funcionar respeitando as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo coronavírus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

Segundo o decreto, haverá fiscalização maior para combater aglomerações, consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos e direção sob efeito de bebida alcoólica. Bancos e casas lotéricas poderão funcionar amanhã respeitando o controle do fluxo de pessoas, distanciamento mínimo, uso de máscaras de proteção facial e higienização.

"As medidas mais rígidas nos fins de semana têm nos garantido as condições de evitar o colapso. Estamos torcendo que esta semana última semana de maior crescimento e a expectativa é que a partir da próxima semana já tenhamos estabilidade, que já é verificada a parte de leitos de UTI", disse o governador Wellington Dias (PT).

O governador destacou que outra medida que auxiliou o estado a não colapsar a saúde pública foi a chegada de novos aparelhos respiradores para leitos de UTI e salas de estabilização. "Comemoro o recebimento dos primeiros 20 respiradores e estamos aguardando mais 70 vindo da Turquia. Peço que as regras sejam cumpridas para que possamos todos ter uma saída segura. Agora nessa fase final não podemos fracassar, nós temos que sair e com muita responsabilidade", enfatizou Dias.

Amanhã estão liberados a funcionar os seguintes serviços:

  • Farmácias e drogarias
  • Serviços de saúde
  • Mercados e supermercados
  • Panificadoras e padarias
  • Atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados de petróleo
  • Borracharias
  • Serviços de delivery
  • Serviços de segurança e vigilância
  • Pontos de alimentação localizados às margens de rodovias
  • Serviços de transporte de cargas
  • Serviços bancários exclusivamente para pagamento de auxílio emergencial e benefícios sociais e autoatendimento
  • Atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento
  • Atividades de obras de infraestrutura de transportes e para a produção de energia realizadas em parques situados na zona rural
  • Casas lotéricas

No domingo (31), só poderão funcionar:

  • Farmácias, drogarias
  • Serviços de saúde
  • Imprensa
  • Serviços de segurança e vigilância
  • Serviços de delivery exclusivamente para alimentação
  • Serviços de autoatendimento bancário
  • Borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados às margens de rodovias e serviços de transporte de cargas
  • Atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento

Notícias