PUBLICIDADE
Topo

Cidade de São Paulo já ocupa 46% dos leitos com casos de covid

Getty Images
Imagem: Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

09/04/2020 22h20Atualizada em 10/04/2020 07h28

A Secretaria Municipal de Saúde informou hoje que enviou dados equivocados à reportagem da rádio CBN, que chegou a noticiar ontem que a ocupação dos leitos clínicos de internação para pacientes com o novo coronavírus na cidade de São Paulo estaria em 94%. Segundo a secretaria, 554 dos 1182 leitos para o acolhimento desses pacientes estão ocupados —uma taxa de 46%, portanto.

Em nota enviada ao UOL, a pasta admitiu o equívoco e informou ainda que, dos 507 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), 65% já estão ocupados por pacientes com a covid-19.

A cidade dispõe de mais de 3 mil leitos de baixa e média complexidade.

A capital paulista tem 5.471 casos confirmados de coronavírus e 384 óbitos, segundo a Secretaria de Saúde do estado. É a cidade com o maior número de casos e óbitos no país.

A prefeitura está preparando os hospitais municipais para o aumento da demanda, mas o reforço pode demorar. Hospitais de campanha foram levantados na cidade, no estádio do Pacaembu e no Anhembi para receber esses pacientes.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, além dos 2.000 leitos disponíveis em hospitais de campanha, serão implantados cerca de mil leitos de cuidados intensivos para auxiliar no atendimento durante o período de pandemia do coronavírus.

No estado, há 496 mortos e 7.480 os casos confirmados. Hoje, São Paulo bateu um novo recorde, com 68 mortes em 24 horas.

O Ministério da Saúde anunciou hoje que subiu para 941 o número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil — 141 óbitos confirmados nas últimas 24 horas.

Até ontem, eram 800 mortes. No total, são 17.857 casos oficiais no país até agora — aumento de 1.930 diagnósticos em um único dia — segundo a pasta. São Paulo é o estado que concentra os maiores números de casos e óbitos.

Notícias