PUBLICIDADE
Topo

França retira permissão de venda de 36 herbicidas com glifosato

09/12/2019 12h06

Paris, 9 dez 2019 (AFP) - A Agência Francesa de Segurança Sanitária (Anses) vai retirar do mercado 36 produtos à base de glifosato, um polêmico herbicida suspeito de efeitos cancerígenos e problemas genéticos, anunciou nesta segunda-feira.

"Por decisão da Anses, 36 produtos serão retirados do mercado e não poderão ser utilizados a partir do final de 2020 devido à insuficiência ou falta de dados científicos para descartar qualquer risco genotóxico" (suscetível de danificar o DNA ou causar mutações), informou a agência em comunicado.

Atualmente, na França, 69 produtos à base de glifosato são comercializados e os 36 retirados do mercado responderam por três quartos da tonelagem desse tipo de herbicida distribuído em 2018.

Em 2017, a União Europeia estendeu por cinco anos a permissão para essa substância, e a Anses "começou a revisar as autorizações de introdução no mercado na França e lançou uma avaliação comparativa das alternativas disponíveis".

Mas, sem esperar o final do processo atualmente em andamento, "a Anses notificou a retirada das autorizações para 36 produtos à base de glifosato", acrescentou.

Ao mesmo tempo, a agência rejeitou pedidos de autorização para quatro dos onze novos produtos com essa substância. A agência especifica que "apenas produtos à base de glifosato que atendem aos critérios de eficiência e segurança definidos a nível europeu (...) e que não podem ser substituídos satisfatoriamente" podem entrar no mercado francês.

O glifosato tem sido central na revolução agrícola que aumentou exponencialmente as culturas de cereais e oleaginosas geneticamente modificadas nos Estados Unidos, Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai.

etr/soe/nm/mb/es

Notícias