PUBLICIDADE
Topo

Civitanova bate Cruzeiro e fatura título inédito no Mundial de Clubes

09/12/2019 16h40

O Civitanova conquistou neste domingo (8) o primeiro título do Mundial de Clubes de Vôlei ao vencer o Sada Cruzeiro, por 3 sets a 1, no Ginásio Divino Braga, na cidade de Betim (MG). Do lado dos italianos estavam dois jogadores da seleção brasileira: o levantador Bruninho, eleito melhor atleta da competição, e o ponteiro Leal. Foi a segunda derrota do Cruzeiro para o time italiano: a primeira foi na segunda rodada, quando o Cruzeiro perdeu por 3 set a 0. 

Jogo

A equipe mineira saiu atrás no marcador, tentou se recuperar ao longo da parcial, mas no final quem levou a melhor foi o Civitanova, que fechou o set na frente, por 25 a 23.

Na parcial seguinte, o técnico Marcelo Mendez colocou o capitão Filipe em quadra no lugar do canadense Perrin e o Cruzeiro abriu vantagem de 17 a 13. O bloqueio mineiro também brilhou, com mais quatro pontos, e aí ficou fácil para os mineiros levaram o set por 25 a 19. 

Com o jogo empatado, o Civitanova botou pressão na terceira parcial. Chegou a abrir três pontos de vantagem no início com o ponteiro Leal no saque; O Cruzeiro se recuperou logo em seguida e teve a chance de vencer a parcial após um ace de Otávio, quando o placar estava em 26 a 25. Mas aí o time mineiro desperdiçou três set points. Na sequência, o ponteiro Leal acertou um ace e fechou a parcial a favor do Civitanova por 31 a 29.

O time italiano voltou para o quarto set ainda mais motivado, soube aproveitar os erros de saque do Cruzeiro, e abafou qualquer chance de reação do time mineiro. O Civitanova venceu a quarta parcial por 25 a 21, a partida por 3 sets a 1, e conqusitou o título mundial inédito na história do clube.

Ao final da premiação foram anunciados os melhores jogadores do Mundial. Além de MVP do torneio, Bruninho foi eleito o melhor levantador da competição. Do lado do Cruzeiro, Conte ganhou como melhor ponteiro e Evandro como melhor oposto.

Notícias