Topo

Israel fecha organizações palestinas em Jerusalém

20/11/2019 17h44

Jerusalém, 20 Nov 2019 (AFP) - As autoridades israelenses ordenaram nesta quarta-feira o fechamento por seis meses de várias organizações palestinas em Jerusalém, incluindo o escritório de uma rede de televisão, assegurou um funcionário desses organismos à AFP.

Os escritórios da Palestina TV, uma rede de televisão vinculada à Autoridade Palestina, instalada na produtora Al Araz, foram obrigados a fechar, assim como uma mesquita e um gabinete do Ministério da Educação palestino em Jerusalém.

O diretor do escritório e da sociedade Al Araz em Jerusalém foram detidos, e a correspondente da Palestina TV foi interrogada, informaram diversas fontes à AFP.

Segundo elas, o diretor da sociedade Al Araz em Jerusalém foi liberado.

Israel considera Jerusalém sua capital, uma decisão reconhecida pela comunidade internacional.

Os palestinos esperam fazer de Jerusalém Oriental, parte da cidade ocupada e anexada por Israel, a capital do futuro Estado que desejam formar.

Essa decisão foi denunciada por funcionários palestinos.

"Trata-se da continuação da campanha do governo israelense contra tudo o que é palestino em Jerusalém ocupada", disse Hanane Achraui, alto responsável da Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

Para o Centro Palestino para o Desenvolvimento e a Liberdade de Imprensa, uma ong com sede em Ramalá, na Cisjordânia ocupada, o fechamento do escritório da Palestina Tv é parte "dos esforços de Israel para silenciar a mídia e impedir a difusão da versão palestina".

ha/cmr/hj/mis/mb/cc

Notícias