Topo

Rio: polícia investiga envolvimento de milícia em morte de menina de 5 anos

Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos, morreu após ser atingida por bala perdida - Reprodução/Rede Social
Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos, morreu após ser atingida por bala perdida Imagem: Reprodução/Rede Social

13/11/2019 19h58

Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) prenderam ontem (13) Thiago Porto, conhecido também como Thiago Cabeça, apontado como integrante de uma organização criminosa de milícia que atua na região de Realengo, zona oeste do Rio. Ele é suspeito de ter descido de um carro com outros dois homens encapuzados, na Praça da Cohab, com a finalidade de matar um menor de 17 anos, que faria parte do tráfico de drogas e vendia drogas na praça.

O menor também morreu e uma bala perdida matou Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de 5 anos, que estava a caminho da escola com a mãe.

Os milicianos que agem na região não queriam a venda de drogas na Praça da Cohab e foram atrás do adolescente, suspeito de fazer parte do tráfico. O menor de idade estava armado e, segundo testemunhas do crime, ainda chegou a trocar tiros com os milicianos.

Ketellen estava indo para a escola de bicicleta com a mãe, quando foi atingida por um tiro na barriga. A mãe fazia esse trajeto todos os dias com a filha. A menina ainda foi socorrida, mas morreu na noite de quarta (12) em um hospital público.

A Delegacia de Homicídios investiga a suposta participação de Thiago Porto na morte da menina de 5 anos.

Contra Thiago havia dois mandados de prisão pendentes pelo crime de homicídio. Ele foi preso escondido em um imóvel na rua Assutinga, em Realengo, e conduzido para a delegacia especializada, onde será ouvido no inquérito.

Menina de 5 anos morre após ser atingida por bala perdida no Rio

redetv

Notícias