Topo

Samarco terá que pagar R$ 40 milhões por desastre em Mariana

A barragem da mineradora Samarco Fundão, em Mariana, Minas Gerais - Bombeiros/ Divulgação
A barragem da mineradora Samarco Fundão, em Mariana, Minas Gerais Imagem: Bombeiros/ Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/10/2019 10h54

Um acordo homologado pela Vara do Trabalho de Ouro Preto (MG) prevê que a Samarco pague R$ 40 milhões às coletividades impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, que aconteceu em 2015, em Mariana. A decisão foi publicada no site da Justiça do TRT-MG.

Além do valor, a Samarco terá que cumprir uma série de medidas para reabrir a lavra em Mariana, como elaborar e implementar plano de emergência para identificar situações de risco de ruptura de barragens e taludes.

Acordo põe fim à ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do trabalho contra as empresas Samarco Mineração S.A, Vale S.A. e BHP Billiton Brasil Ltda.

O montante que deve ser pago pela mineradora será destinado a projetos e medidas compensatórias nas regiões impactadas pelo rompimento da barragem.

Notícias