Topo

Deputada contrata sósias para fazer provas no lugar dela em Bangladesh

Divulgação
Imagem: Divulgação
do UOL

Colaboração para o UOL

21/10/2019 13h10

Uma deputada de Bangladesh foi expulsa da universidade depois de ter contratado oito sósias para substituí-la nas provas.

Tamanna Nusrat, membro do partido Awani League que atualmente comanda o país, é acusada de pagar às sósias para substituí-la em, pelo menos, 13 provas. O escândalo surgiu depois que um jornalista do canal Nagorik TV confrontou uma das mulheres que fingia ser Nusrat dentro da universidade.

Nusrat foi eleita para o Parlamento de Bangladesh no ano passado e estava estudando na Bangladesh Open University (BOU).

"Nós a expulsamos porque ela cometeu um crime. Um crime é um crime. Nós cancelamos sua matrícula. Ela nunca mais poderá estudar aqui", afirmou o reitor da universidade, MA Mannan.

Segundo um funcionário da universidade, as sósias eram protegidas por seguranças da deputada quando faziam os testes. "Todo mundo sabia do esquema, mas ninguém pronunciou uma palavra porque ela é de uma família muito influente", completou.

Nusrat não quis comentar sobre o assunto. Fraudes, trapaças e vazamentos de provas antes dos exames são comuns em Bangladesh, levando as autoridades a cancelar os resultados com frequência. (Com informação da AFP)

Notícias