Topo

Listas têm 4 deputados assinando pró e contra Eduardo no PSL ao mesmo tempo

Eduardo Bolsonaro - REUTERS/Adriano Machado
Eduardo Bolsonaro Imagem: REUTERS/Adriano Machado
do UOL

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

17/10/2019 16h26

Em meio a uma queda de braço entre a ala ligada ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) e a adversária, quatro deputados tiveram os nomes e as assinaturas publicados ao mesmo tempo em listas com interesses opostos.

Os nomes apareceram na lista que apoiou uma tentativa fracassada - até as 16h20 de hoje - de colocar o deputado federal Eduardo Bolsonaro na liderança do PSL na Câmara e também no documento contrário, que apoiava a permanência do deputado Delegado Waldir (PSL) no posto.

São eles:

  • Professor Joziel (RJ)
  • Luiz Lima (RJ)
  • Daniel Silveira (RJ)
  • Coronel Chrisóstomo (RO)

As listas foram entregues hoje à SGM (Secretaria-Geral da Mesa).

Depois de analisar os documentos e conferir as assinaturas, a Câmara decidiu que Waldir continuará no cargo de líder pesselista. Ele teve o apoio de 29 correligionários. Já o filho do presidente Eduardo Bolsonaro conseguiu aglutinar 24 assinaturas confirmadas.

Para destituir o atual ocupante da função, Eduardo precisava de, no mínimo, 27 nomes.

Um dos deputados signatários das duas listas, Daniel Silveira, afirmou que a assinatura duplicada foi "estratégia de infiltração".

Ele afirma apoiar Eduardo Bolsonaro, mas assinou a lista a favor de Waldir para desestimular os adversários a colherem mais assinaturas.

PSL em crise

Esta quinta é marcada por importantes derrotas para o governo. Além de ter fracassado na tentativa de derrubar o líder do partido, o presidente da sigla, Luciano Bivar, que está em guerra declarada contra Jair Bolsonaro, destituiu os dois filhos da mandatário das chefias dos principais diretórios estaduais.

Eduardo deixou o comando da legenda em SP e o senador Flávio Bolsonaro, no Rio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias