Topo

Comissário diz que crise com a China provocou prejuízos substanciais à NBA

17/10/2019 21h38

Nova York, 17 out (EFE).- O comissário da NBA, Adam Silver, reconheceu nesta quinta-feira que a principal liga de basquete dos Estados Unidos sofreu prejuízos substanciais devido à declaração de apoio do gerente-geral do Houston Rockets, Daryl Morey, aos protestos em Hong Kong contra o governo da China.

Depois da manifestação de Morey no Twitter no início de outubro, a emissora estatal chinesa CCTV cancelou a transmissão de dois jogos da pré-temporada da NBA no país. Várias empresas e órgãos ligados ao governo da China cortaram laços comerciais com a liga americana de basquete.

"Nossas partidas ficarão fora do ar na China enquanto conversamos. Vamos ver o que acontece depois. (...) (As consequências financeiras) são e podem continuar sendo bastante dramáticas", afirmou o comissário da NBA sobre a crise.

Cálculos extraoficiais indicam que a NBA poderia perder US$ 500 milhões por ano se deixasse o mercado da China. O Houston Rockets, inclusive, é uma das equipes que mais tem torcedores chineses, já que por muito tempo teve como um de seus destaques o ex-pivô Yao Ming.

A reação da China não parou por aí, segundo Silver. O governo de Pequim também exigiu a demissão do dirigente dos Rockets, mas o comissário disse que a NBA preferiu defender o direito de Morey de se expressar livremente.

"Nós dissemos que não havia nenhuma possibilidade de que isso ocorresse. Não havia hipótese sequer de que aplicássemos alguma punição a ele", explicou Silver.

O comissário da NBA disse estar ciente da gravidade da situação, mas garantiu estar trabalhando para superar todas as consequências financeiras provocadas pela crise.

"Somos um negócio americano, e nossos valores nos acompanham em todos os lugares. Um desses valores é a liberdade de expressão. Queríamos nos assegurar que todos entendessem que estamos apoiando a livre expressão", destacou Silver. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias