Topo

Aramco adiará lançamento oficial de sua oferta pública inicial

17/10/2019 19h45

Nova York, 17 Out 2019 (AFP) - A gigante petrolífera da Arábia Saudita Aramco adiará seu lançamento oficial na Bolsa previsto para 20 de outubro, informou nesta quinta-feira à AFP uma fonte próxima ao tema, na condição de anonimato.

A decisão poderá adiar a saída da primeira cotação de suas ações para dezembro ou janeiro, em vez de novembro, disse a fonte.

Fontes próximas ao caso disseram à AFP em meados de setembro que as autoridades sauditas avaliavam a possibilidade de adiar a operação após o ataque contra as instalações petroleiras do país, que reduziu drasticamente o fornecimento mundial de petróleo.

Espera-se que a oferta pública inicial da Aramco aumente o valor da companhia entre 1,5 trilhão e 2 trilhões de dólares, e é considerada a maior da história.

Essa medida é parte fundamental do programa de reforma iniciado pelo príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, para tirar a economia da Arábia Saudita de sua forte dependência do petróleo.

Segundo fontes próximas ao caso, a Aramco planejou uma oferta pública inicial em duas etapas: no mercado local, o Tadawul, com um investimento de 2% do capital, ou menos da metade dos 5% que deve ceder no total. A companhia espera arrecadar cerca de 40 bilhões de dólares.

Essa transação estava programada para o final de novembro, precedida de uma rodada de apresentação da companhia aos investidores (roadshow).

A Aramco também previa uma segunda cotação em uma praça internacional ainda a definir. As Bolsas de Nova York e Hong Kong estão na lista.

lo/vog/cj/lp/ll/cc

Notícias