Topo

Mulher diz à polícia que matou e decepou marido; ela tinha medida protetiva

do UOL

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora (MG)

15/10/2019 20h59

A Polícia Civil investiga o caso de uma mulher que se entregou alegando ter matado o marido em Vila Pavão (ES), a 283 km de Vitória. Ela compareceu à delegacia dois dias depois de supostamente assassinar A.S.S. e decepar o pênis dele.

A suspeita, cuja identidade não foi divulgada já havia registrado sete boletins de ocorrência contra o rapaz por violência doméstica e teve direito a medida protetiva. Ainda não se sabe, porém, se as supostas agressões do marido foram a motivação para o assassinato.

O crime teria acontecido no último sábado (12). A suspeita se entregou ontem, no final da tarde, na delegacia de São Mateus, a 100 km de Vila Pavão, e indicou o local onde enterrou o corpo do marido. Ele não teve a idade informada.

Segundo o registro policial, os peritos foram até a residência com a suspeita para confirmar o fato. Lá, localizaram o corpo enterrado numa cova rasa, com várias perfurações no pescoço, nos fundos do imóvel.

Ao consultar o Sistema Integrado de Inteligência de Segurança Pública, os policiais constataram haver oito boletins de ocorrência registrados pela suspeita contra o companheiro, todos relacionados à Lei Maria da Penha, que trata de violência doméstica e familiar contra as mulheres.

Ainda segundo a polícia, a mulher havia conseguido uma medida protetiva contra o homem.

Uma testemunha contou à PM que, antes de se entregar, a suspeita teria pedido a um vizinho carona para Vitória para ir, com o filho, ao velório de um cunhado, irmão de seu marido. Não há informação se ela chegou a pegar a carona para a capital. A polícia diz que, segundo uma pessoa próxima, a suspeita teria ligado para o irmão do dono do imóvel onde o casal morava, confessado o crime e ido para a delegacia se entregar.

A Polícia Civil informou que o caso é investigado pela delegacia de Vila Pavão e não divulgará mais detalhes para não atrapalhar a apuração.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias