Topo

Washington aprova venda de 66 caças F-16 a Taiwan

20/08/2019 20h31

Washington, 20 Ago 2019 (AFP) - O departamento americano de Estado aprovou nesta terça-feira a venda de 66 caças F-16 a Taiwan, uma medida que poderá complicar as já conturbadas relações com a China.

Taiwan receberá a última versão do caça construído pela Lockheed Martin, o F-16C/D Block 70, em uma operação avaliada em 8 bilhões de dólares, revelou um diplomata americano.

A venda está "de acordo com nosso compromisso de manter as capacidades de autodefesa de Taiwan", destacou o alto funcionário da chancelaria ao anunciar a venda, em clara mensagem a Pequim.

O departamento de Estado já comunicou oficialmente ao Congresso sua intenção de proceder com a venda.

Na segunda-feira, o secretário de Estado, Mike Pompeo, avaliou que com o negócio os Estados Unidos "estão apenas mantendo as suas promessas".

Os legisladores têm um prazo de 30 dias para rejeitar o negócio, algo que não ocorre há décadas.

Taiwan já tem vários caças F-16, adquiridos em 1992.

Além dos 66 aviões, Taiwan receberá 75 turbinas, radares e peças de reposição para a manutenção dos aparelhos.

"A cooperação militar com Taiwan permitiu promover a paz e a segurança no estreito de Taiwan e na região, e seguirá assim", assinalou o diplomata, que pediu para não ser identificado.

A China considera Taiwan como parte de seu território. A ilha é dirigida por um regime adversário desde a chegada dos comunistas ao poder no continente, em 1949, ao final de uma guerra civil.

Washington rompeu relações diplomáticas com Taiwan em 1979 para reconhecer o governo de Pequim como o único representante da China, mas permanece como o aliado mais poderoso da ilha e seu principal fornecedor de armas.

pmh/wd/lr

Mais Notícias