Topo

Dodge pede acesso a inquérito que apura morte de Marielle

17/08/2019 16h39

SÃO PAULO, 17 AGO (ANSA) - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta sexta-feira (16) para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) o acesso ao inquérito que examina possíveis irregularidades nas investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.   


De acordo com Dodge, a PGR foi "impedida" para conseguir o acesso ao documento, mesmo que o procedimento tenha sido um pedido da própria procuradora. O objetivo é averiguar se as investigações sobre os assassinatos estão comprometidas. A investigação, que foi instaurada em novembro, apura suspeitas de organização criminosa, fraude processual, exploração de prestígio, entre outros.   


Marielle e Anderson foram mortos na noite de 14 de março de 2018. Estão presos no Presídio Federal de Mossoró (RN), o policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio de Queiroz, acusados de matar a vereadorea e o motorista.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Mais Notícias