Topo

Astronautas de EUA, Canadá e Rússia voltam à Terra

2019-06-25T00:46:00

25/06/2019 00h46

Dzhezkazgan, Cazaquistão, 25 Jun 2019 (AFP) - A astronauta da Nasa Anne McClain, o veterano cosmonauta Oleg Kononenko, da Roscosmos, e David Saint-Jacques, da Agência Espacial Canadense, pousaram nesta terça-feira nas estepes do Cazaquistão, ao final de uma missão de seis meses na ISS.

Os três tocaram a terra às 02H47 GMT (23H47 Brasília), concluindo a primeira viagem à Estação Espacial Internacional (ISS) após um lançamento fracassado em outubro, que gerou dúvidas sobre o programa espacial russo.

Sua partida rumo à ISS, no dia 3 de dezembro, se deu em meio à preocupação devido ao incidente de meados de outubro, quando o russo Alexéi Ovchinin e o americano Nick Hague realizaram um pouso de emergência após a explosão na nave Soyuz minutos depois do lançamento.

Os dois homens saíram ilesos do acidente, o primeiro desta magnitude na história da Rússia pós-soviética.

"Uma noite magnífica sobre a África minha última noite na ISS", tuitou Anne McClain, 40 anos, que realizou duas saídas espaciais durante esta primeira missão.

David Saint-Jacques, 49, ficou maravilhado uma última vez com a visão do Canadá do espaço, antes de regressar à Terra. "Columbia Britânica, Nunavik... Vou ter saudades da visão destas grandiosas paisagens canadenses!" - tuitou o astronauta da Agência Espacial Canadense (ASC).

O astronauta Saint-Jacques, que também realizava sua primeira missão na ISS, bateu o recorde de permanência no espaço de um canadense com 204 dias, contra 187 para Robert Thirsk.

A americana Christina Koch, atualmente na ISS, permanecerá 11 meses na Estação Espacial, e com isso baterá o recorde de uma mulher no espaço, que atualmente pertence a Peggy Whitson.

Koch, 40 anos, permanecerá na ISS até fevereiro de 2020, quando completará uma estadia espacial mais longa que a de Whitson, que em 2016-2017 esteve 288 dias.

O americano Scott Kelly e o russo Mikhail Kornienko, que passaram 340 dias em 2015-2016, detêm o recorde de permanência na ISS.

O russo Valeri Poliakov ostenta o recorde absoluto de permanência no espaço: 14 meses a bordo da antiga estação espacial russa Mir entre 1994 e 1995.

Mais Notícias