Topo

Mourão descarta apoio logístico do Brasil a eventual intervenção dos EUA na Venezuela

Sérgio Lima/AFP
21.fev.2019 - Vice-presidente da República, general da reserva Hamilton Mourão Imagem: Sérgio Lima/AFP

Ricardo Brito

2019-03-19T20:52:39

19/03/2019 20h52

O presidente em exercício do Brasil, Hamilton Mourão, descartou na noite desta terça-feira um apoio logístico do Brasil a uma eventual intervenção militar dos Estados Unidos na Venezuela e classificou como "positiva" a viagem oficial que o presidente Jair Bolsonaro fez ao EUA.

"O que você chama de apoio logístico? Vou te explicar o que é logística: suprimentos de saúde, manutenção e transportes", disse ele, ao fim de rápida entrevista coletiva na saída do seu gabinete da Vice-Presidência.

Para Mourão, sua avaliação da viagem de Bolsonaro foi positiva porque foram fechados acordos para o uso da base de Alcântara pelos Estados Unidos, houve a promessa de apoio dos EUA para o Brasil ser membro da OCDE e também se tornar possível aliado na Otan.

"Acho que ele se consolida como líder do Brasil", disse Mourão.

Previdência dos militares

O presidente em exercício disse que o projeto que muda as regras para a previdência dos militares poderá ser encaminhado na tarde da quarta-feira ao Congresso. Segundo ele, pela manhã, pouco depois de Bolsonaro chegar dos EUA, haverá uma reunião com o presidente e outras autoridades para definir o texto. Se o presidente avalizar o projeto, disse, ele poderá ser encaminhado à tarde.

Mais Notícias