Topo

A treta que o filho pitbull de Bolsonaro arrumou com o ministro do pai

Do BOL, em São Paulo

14/02/2019 16h50Atualizada em 19/02/2019 09h45

Carlos BolsonaroGustavo Bebianno são nomes que estão na mídia esta semana. Se você está perdido nessa história, é hora de entender a treta.

Carlos Bolsonaro é o filho pitbull de Bolsonaro, como o próprio presidente já disse: "Meu PitBull, obrigado sempre por estar por perto"

Ele é vereador do Rio e acompanhou o pai na posse, estando inclusive no Rolls-Royce que desfilou em Brasília

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O pitbull arrumou uma encrenca com Gustavo Bebianno, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, chamando-o de mentiroso por ele ter dito que havia falado com o presidente

Mas como essa treta começou? Para entender, tem que recuperar uma matéria da Folha, o calcanhar de aquiles dos Bolsonaro

Reprodução/Folha de S.Paulo
Imagem: Reprodução/Folha de S.Paulo

A história da candidata laranja, que recebeu mais dinheiro que Bolsonaro para a campanha e teve apenas 274 votos, atingiu em cheio Gustavo Bebianno, que na época era o presidente do PSL

Alan Santos/PR
Imagem: Alan Santos/PR

Importante: não confundir Bebianno com babuíno. O macaco não tem nada a ver com isso

Charles Platiau/Reuters
Imagem: Charles Platiau/Reuters

Luciano Bivar, atual presidente nacional do PSL, tratou logo de tirar o dele da reta e disse que a decisão sobre o repasse de dinheiro público à candidata era de Bebianno

Clara Gouvêa/UOL
Imagem: Clara Gouvêa/UOL

Pausa para um adendo: Luciano Bivar é aquele que acha que "política não é muito da mulher

Reprodução/Folha de S.Paulo
Imagem: Reprodução/Folha de S.Paulo

Bebianno tentou amenizar as coisas e disse ao jornal O Globo que não havia crise e que ele tinha falado três vezes com o presidente Bolsonaro somente naquele dia

Reprodução/O Globo
Imagem: Reprodução/O Globo

Foi aí que o pitbull começou a esbravejar. Carlos Bolsonaro desmentiu Bebianno e postou um áudio em que o pai dizia, supostamente ao ministro, que não poderia conversar

"Não vou falar, não vou falar com ninguém, somente o essencial", diz Bolsonaro na gravação 

Esse bafafá aconteceu bem no dia em que Bolsonaro teve alta do hospital, mas o presidente, após se calar durante toda a tarde, apoiou o filho, retuitando o post de Carlos

Detalhe: Carlos Bolsonaro cuida da estratégia de redes sociais do presidente e bate de frente com Bebianno desde a campanha eleitoral pelo controle da comunicação do governo

Folhapress/AFP/Montagem BOL
Imagem: Folhapress/AFP/Montagem BOL

Bolsonaro rapidamente tentou se descolar de Bebianno, repetindo o discurso de sempre

"Se estiver envolvido e, logicamente, responsabilizado, lamentavelmente, o destino não pode ser outro a não ser voltar as suas origens", disse o presidente na Record

Bebianno, percebendo que está sendo lançado aos leões, se negou a dar o tiro de misericórdia. Avisou à jornalista Andréia Sadi, da Globo, que não iria pedir demissão

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

E ainda disse que está triste e decepcionado com a declaração de Bolsonaro

Após quase uma semana de impasse sobre a possível saída de Bebianno, a decisão de demitir o ministro foi oficializada nesta segunda-feira (18). Seu sucessor será o atual secretário-executivo da pasta, general Floriano Peixoto.

Pedro Ladeira/Folhapress
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Veja também:

Notícias