PUBLICIDADE
Topo

Por coronavírus, pilotos da McLaren aceitam reduzir salários

02/04/2020 13h43

ROMA, 02 ABR (ANSA) - Os pilotos da McLaren, Lando Norris e Carlos Sainz, aceitaram nesta quinta-feira (2) reduzir seus salários durante o período da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).   


Com a temporada de 2020 da Fórmula 1 paralisada, além de todos os problemas ocasionados pela Covid-19, fizeram a equipe britânica a colocar grande parte de seus funcionários em licença.   


A McLaren anunciou que essas medidas fazem parte de um plano "para garantir que os funcionários possam voltar ao trabalho quando a economia se recuperar" após a pandemia.   


De acordo com a emissora "BBC", o CEO da McLaren, Zak Brown, relatou para as outras equipes da categoria sobre suas decisões.   


O dirigente norte-americano também terá seu salário alterado por conta da emergência.   


O calendário de 2020 da Fórmula 1 sofreu muitas alterações por conta da pandemia. Os GPs da Austrália e de Mônaco foram cancelados, já as provas do Bahrein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Azerbaijão estão adiadas.   


O CEO da F1, Chase Carey, afirmou que espera conseguir realizar uma temporada de 15 a 18 corridas. Ele também revelou que cada GP poderá ter sua data original modificada.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias