PUBLICIDADE
Topo

Por coronavírus, Juventus corta salários de jogadores

29/03/2020 10h47

MILÃO, 29 MAR (ANSA) - A Juventus anunciou neste sábado (28) que chegou a um acordo com os jogadores e com o técnico Maurizio Sarri para um corte nos salários durante o período da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). A medida atinge os pagamentos entre os meses de março e junho, período em que os campeonatos de futebol nacionais e internacionais estão paralisados. Segundo o clube, com o corte, serão economizados cerca de 90 milhões de euros no exercício 2019/2020.   


Nas próximas semanas, serão negociados os acordos individuais com todos os funcionários "conforme as normas vigentes". Caso as competições esportivas sejam retomadas durante o período, serão retomadas as negociações "com a boa-fé" de todos.   


Na nota oficial, a Velha Senhora agradeceu os atletas e a Sarri pelo "senso de responsabilidade" mostrado perante um momento tão difícil. O presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Gabriele Gravina, elogiou a ação da Juventus dizendo que ela é "um exemplo para todo o sistema". "Agradeço a Giorgio Chiellini, os seus companheiros e a Maurizio Sarri porque, no pedido de colaboração que a Federação pede há dias, eles colocaram o interesse geral no centro da sua interlocução com o clube", acrescentou Gravina.   


Desde 10 de março, todos os jogos do futebol italiano estão suspensos - em medida seguida pela Uefa para todo o continente.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias