PUBLICIDADE
Topo

Organizadores dos Jogos de 2020 negam que evento será adiado

26/02/2020 16h06

ROMA, 26 FEV (ANSA) - Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, que estão previstos para começar em 24 de julho, descartaram nesta quarta-feira (26) o adiamento da competição em decorrência da epidemia de coronavírus.   


Diversos eventos esportivos pelo planeta foram adiados ou cancelados por conta do Covid-2019, no entanto, a organização das Olimpíadas demonstrou tranquilidade sobre o assunto.   


"Não pensamos nisto. Não ouvimos falar sobre isto. Perguntamos e nos responderam que não existe tal projeto. A princípio, a ideia é celebrar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos da maneira comoe stão previstos. Tomaremos decisões estudando cada evento individualmente", declarou Toshiro Muto, diretor-executivo do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos.   


Muto afirmou que a única alteração prevista é o do percurso da tocha olímpica, que começará no dia 26 de março, em Fukushima. O evento está confirmado, mas o trajeto da chama deverá mudar.   


"Não contemplamos o cancelamento, mas vamos pensar na forma de organizá-lo para que não resulte na propagação do vírus, talvez reduzindo a escala do evento", disse Muto.   


Dick Pound, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), disse que a decisão de cancelar as Olímpiadas deverá ser tomada até maio. Já o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pediu hoje (26) para que todos os eventos esportivos do país sejam suspensos ou limitados durante as próximas duas semanas.   


Ontem (25), os organizadores da J-League, o Campeonato Japonês de futebol, anunciaram o adiamento de todas as partidas da J1, J2 e Copa Levain, que seriam realizadas entre os dias 26 de fevereiro e 15 de março.   


Atualmente, o Japão tem 178 casos confirmados da doença e duas mortes registradas.   


"Na recente reunião do COI em Tóquio, o coronavírus esteve na ordem do dia. Neste momento, nosso grau de preparação para os Jogos recebeu uma nota alta, e o COI se comprometeu a continuar nos apoiando.Temos que nos concentrar apenas no objetivo de acabar [com o coronavírus] o mais rápido possível, com o objetivo de organizar os Jogos de Tóquio com uma sensação de segurança e obter o aval do COI", explicou Seiko Hashimoto, ministra japonesa para as Olimpíadas.   


Os Jogos Olímpicos serão disputados entre os dias 24 de julho e 9 de agosto. Já as Paralimpíadas vão ser disputadas de 25 de agosto até 6 de setembro.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias