PUBLICIDADE
Topo

Órgão diz que investigação do acidente de Kobe será complexa

28/01/2020 09h28

WASHINGTON E SÃO PAULO, 27 JAN (ANSA) - O Comitê Nacional de Segurança do Transporte (NTSB, em inglês) revelou que a investigação do acidente de helicóptero que matou o ex-jogador de basquete Kobe Bryant será "complexa e extensa".   


Bryant e outras oito pessoas, incluindo sua filha Gianna, de 13 anos, estavam no helicóptero Sikorsky S-76 que caiu na cidade de Calabasas, na Califórnia. A aeronave atingiu o solo a 185 km/h e ninguém sobreviveu ao acidente.   


"As condições meteorológicas são apenas uma pequena parte de toda uma investigação complexa e extensa. Nós focaremos nossa investigação no piloto, na empresa, no controle de tráfego aéreo, nas condições da aeronave e de seus dois motores, e nas condições meteorológicas na hora do acidente", explicou o NTSB.   


O nevoeiro que estava na região na hora do acidente está no centro das investigações do órgão norte-americano, pois dificultou a visibilidade do piloto da aeronave e o levou a fazer um voo baixo, que acabou colidindo com o solo.   


O último contato do helicóptero de Kobe com a torre de controle foi divulgado nesta segunda-feira (27) pelo canal "VASAviation".   


O áudio mostrou que o piloto, identificado como Ara Zobayan, recebeu uma notificação dos controladores que estava voando muito baixo antes do acidente. Pouco tempo depois da mensagem, a aeronave desapareceu do radar.   


- Los Angeles Lakers e LeBron James - O clube onde Bryant jogou toda sua carreira demorou mais de 24 horas para se pronunciar oficialmente sobre o acidente. A demora revoltou os torcedores do Los Angeles Lakers, que criticaram a postura do time.   


"O Los Angeles Lakers quer agradecer a todos pelo tremendo apoio e os pêsames. Este é um momento muito difícil para todos nós.   


Continuamos apoiando a família Bryant e divulgaremos mais informações assim que forem disponíveis", escreveu o Lakers.   


No mesmo comunicado, a equipe anunciou o adiamento da sua partida contra o Los Angeles Clippers, que seria nesta terça-feira (28). A nova data do confronto segue indefinida.   


O astro do Lakers, LeBron James, se despediu do amigo Bryant em uma mensagem nas redes sociais. "Eu não estou preparado, mas aqui eu vou. Eu estou sentado aqui tentando escrever alguma coisa para esse post, mas toda vez que eu tento eu começo a chorar novamente pensando em você, na sobrinha Gigi e na amizade que a gente teve! Eu literalmente escutei a sua voz no domingo pela manhã antes de sair da Filadélfia para Los Angeles. Não pensei por um momento em milhões de anos que seria a nossa última conversa. Estou com o coração quebrado e devastado, meu irmão. Prometo continuar seu legado! Você significa muito para todos nós, principalmente aqui [Lakers]. E é a minha responsabilidade colocar isso nas minhas costas e fazer isso continuar", escreveu o camisa 23.   


- Petição - Um fã do ex-craque do Lakers criou uma petição online pedindo para mudar o logo da NBA, a liga norte-americana de basquete, para a silhueta de Bryant. Até o momento, o abaixo assinado já recebeu quase 1,6 milhão de assinaturas.   


Atualmente, o símbolo da NBA é composta pela silhueta do ex-jogador Jerry West, que também defendeu somente o Lakers em toda carreira (1960 - 1974). Atualmente, o ex-atleta tem 81 anos de idade e é conselheiro do Clippers.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias