PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Mary Simon se torna a primeira governadora-geral indígena no Canadá

Mary Simon, primeira governadora-geral indígena do Canadá - Reprodução/Twitter @GGCanada
Mary Simon, primeira governadora-geral indígena do Canadá Imagem: Reprodução/Twitter @GGCanada

26/07/2021 18h15

A defensora dos direitos dos nativos inuítes, Mary Simon, prestou juramento nesta segunda-feira (26) como 30º governadora-geral do Canadá. Originária de Nunavik, norte de Quebec, ela é a primeira mulher indígena a ocupar o cargo, em meio a um ajuste de contas com a história colonial do país.

"Me sinto honrada, humilde e pronta para ser a primeira governadora-geral indígena do Canadá", disse Simon em seu primeiro discurso oficial em uma cerimônia no Senado em Ottawa, com a presença do primeiro-ministro Justin Trudeau.

"Vou me esforçar para construir pontes entre as diversas origens e culturas que reflitam a singularidade e a promessa de nosso grande país", acrescentou a senhora de 74 anos, que se torna a representante oficial da Rainha Elizabeth II no Canadá.

Em seu discurso, Simon também defendeu o meio ambiente e a reconciliação com os povos indígenas.

A ex-jornalista e ex-presidente da organização Inuit Tapiriit Kanatami conversou com a Rainha Elizabeth II na semana passada por videoconferência.

Sua nomeação por cinco anos como representante do vice-reino, responsável por dar pareceres reais, executar atos aprovados pelo Parlamento e liderar as Forças Armadas canadenses, ocorre em um período difícil nas relações do país com as chamadas Primeiras Nações Aborígines.

A recente descoberta de mais de 1.000 túmulos não identificados em antigos internatos indígenas comoveu o Canadá, gerando raiva e tristeza nas comunidades indígenas.

Notícias