PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Canadá libera vacina da Pfizer em adolescentes; Biden quer o mesmo nos EUA

Segundo a Pfizer, há estudos em andamento para averiguar a eficácia da vacinação em crianças com idades entre 6 meses e 12 anos - Dado Ruvic/Reuters
Segundo a Pfizer, há estudos em andamento para averiguar a eficácia da vacinação em crianças com idades entre 6 meses e 12 anos Imagem: Dado Ruvic/Reuters
do UOL

Colaboração para o UOL

05/05/2021 13h51

A Agência de Saúde Pública do Canadá aprovou a aplicação da vacina anti-covid da Pfizer-BioNTech em adolescentes de 12 a 15 anos de idade. O país é o primeiro do mundo a autorizar a vacinação com o imunizante nessa faixa etária. O aval atende a um pedido feito pela própria farmacêutica norte-americana em abril deste ano. Com a decisão, as províncias canadenses já podem começar a imunização desse público.

Um teste com mais de 2.200 jovens dessa faixa etária foi realizado nos Estados Unidos e não houve nenhum caso de coronavírus registrado entre os vacinados. Todos receberam as mesmas duas doses da vacina que são recomendadas aos adultos.

"Depois de concluir uma revisão científica completa e independente das evidências, o departamento determinou que esta vacina é segura e eficaz quando usada nesse grupo de idade mais jovem", disse a conselheira médica chefe da agência, Supriya Sharma.

Segundo a médica, a eficácia da vacina Pfizer para essa faixa etária foi de 100% após a segunda proteção.

"Esta é a primeira vacina autorizada no Canadá para a prevenção da covid-19 em adolescentes e representa um marco significativo na luta do Canadá contra a pandemia", afirma.

Em dezembro de 2020, a agência concedeu licença para o uso em pessoas com 16 anos ou mais.

Um quinto de todos os casos de covid-19 ocorridos no Canadá foram em crianças e adolescentes. Sharma destaca que dispor de um imunizante para eles é uma parte crítica do plano canadense.

"Embora as pessoas mais jovens tenham menos probabilidade de apresentar casos graves de covid-19, ter acesso a uma vacina segura e eficaz ajudará a controlar a disseminação da doença para sua família e amigos, alguns dos quais podem estar em maior risco de complicações", atesta.

Mais de um terço dos canadenses receberam pelo menos uma dose da vacina. O país deve receber pelo menos 10 milhões de vacinas somente neste mês.

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse esperar ter dados sobre testes em crianças entre dois e 11 anos a tempo de solicitar autorização nos Estados Unidos em setembro.

Em geral, a empresa solicitou a aprovação do Canadá na mesma época, mas, neste caso, o Canadá está à frente dos EUA.

Nos EUA, Biden também aguarda aprovação

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que o governo está se preparando para vacinar adolescentes de 12 a 15 anos. No entanto, para que isso aconteça, o FDA (Food and Drug Administration), que corresponde à Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) no Brasil, precisa autorizar a aplicação do imunizante nessa faixa etária.

Atualmente, todas as vacinas aplicadas em solo norte-americano são autorizadas para uso em pessoas com mais de 16 anos.

Biden também traçou a meta de vacinar 70% dos adultos americanos— um total de 160 milhões— até 4 de julho, quando é celebrado um dos feriados mais importantes do país, a independência dos EUA. A meta é possível de ser alcançada, uma vez que 105 milhões de pessoas já receberam injeções anti-covid e o país vacina quase um milhão de adultos por dia. Apesar disso, houve uma queda no ritmo e a taxa de vacinação é metade do que era há três semanas.

Notícias