PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Lula, FHC e Dilma farão discursos em ato de 1º de Maio de sindicatos

Ato virtual de 1º de Maio é organizado pela CUT, a Força Sindical, a UGT, a CTB, a CSB, a NCST, a CGTB a Intersindical e a Pública - Reprodução/Al Jazeera
Ato virtual de 1º de Maio é organizado pela CUT, a Força Sindical, a UGT, a CTB, a CSB, a NCST, a CGTB a Intersindical e a Pública Imagem: Reprodução/Al Jazeera
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/04/2021 12h41Atualizada em 22/04/2021 15h50

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP), Dilma Rousseff (PT-MG) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) discursão durante o evento "1º de Maio pela Vida - Democracia, Emprego e Vacina para Todos", convocado por centrais sindicais.

O ato, que será realizado de forma virtual, possui previsão de duração de três horas e será transmitido a partir das 14h (horário de Brasília) pela TVT (TV dos Trabalhadores) e pelos canais das centrais sindicais no YouTube.

Além de Lula, Dilma e FHC, o evento virtual também contará com falas da deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), de Ciro Gomes (PDT-CE), Marina Silva (Rede-AC), Guilherme Boulos (PSOL-SP) e Manuela D'Ávila (PCdoB-RS).

Entra outras personalidades, o youtuber Spartacus, o filósofo Silvio Almeida e artistas como Elza Soares, Chico César, Tereza Cristina e Odair José, realizando apresentações, também participarão do ato.

Segundo nota dos presidentes da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), Antonio Neto, e da Força Sindical, Miguel Torres, as centrais sindicais estão unidas em torno da luta pelo avanço da vacinação contra a covid-19, da retomada da economia e do retorno do auxílio emergencial em parcelas de R$ 600.

Nosso lema é vacina do braço e comida no prato. A pluralidade que vamos reunir no ato é o caminho para vencermos o atraso e a tragédia do desgoverno Bolsonaro (Presidente Jair Bolsonaro, sem partido) Antonio Neto, presidente da CSB

Além da CSB e da Força, a CUT (Central Única dos Trabalhadores), a UGT (União Geral dos Trabalhadores), a CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), a NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores), a CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) a Intersindical e a Pública também organizam o evento.

Notícias