PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Conselho mexicano inclui 11 cidades do Brasil entre mais violentas do mundo

20/04/2021 22h13

Cidade do México, 20 abr (EFE).- O Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal do México divulgou nesta terça-feira o ranking das 50 cidades mais violentas do mundo, baseado no número de homicídios por 100 mil habitantes, e incluiu 11 cidades brasileiras.

Na apresentação do informe, a organização destacou que sete das dez cidades mais violentas do mundo são mexicanas, incluindo as seis primeiras, em uma lista encabeçada por Celaya. Feira de Santana, na Bahia, é a nona colocada, com 67,46 homicídios por 100 mil habitantes, e aparece como representante do Brasil no top 10, que tem ainda a americana Saint Louis e a Cidade do Cabo, na África do Sul.

Também figuram na relação Fortaleza-CE (12ª posição, 62,28), Mossoró-RN (13ª, 62,21), Vitória da Conquista-BA (20ª, 52,47), Salvador-BA (28ª, 46,80), Rio Branco-AC (33ª, 41,85), Maceió-AL (36ª, 39,40), Recife-PE (37ª, 38,50), Caruaru-PE (42ª, 36,41), Natal-RN (46ª, 35,09) e Teresina-PI (48ª, 34,79).

O Conselho enalteceu os números relacionados ao Brasil, que tinha 14 representantes na lista em 2018, apesar de uma leve alta nos homicídios entre 2019 e 2020.

"Em 2019, os homicídios no Brasil diminuíram 19% e, apesar de um repique de 5% em 2020, a tendência geral continua sendo de queda na violência. A taxa média para as cidades brasileiras incluídas nesta edição é de 47,27 por 100 mil habitantes, enquanto a taxa média para as 18 cidades mexicanas foi de 67,09", comparou a entidade, que elogiou o combate à criminalidade em território brasileiro.

"A razão deste progresso é que eles aplicam políticas de controle do crime opostas àquelas aplicadas no México: nenhum entendimento com os bandidos, reduzindo a impunidade, não jogando o dinheiro do contribuinte no lixo com subsídios que na verdade são para comprar votos", destacou.

Notícias