PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Festa com 500 pessoas em São Paulo é interrompida pelo Procon

Jovens na Praça Roosevelt, região central de São Paulo, durante a noite de sexta-feira (26), início da restrição de circulação entre 23h e 5h no estado  - Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
Jovens na Praça Roosevelt, região central de São Paulo, durante a noite de sexta-feira (26), início da restrição de circulação entre 23h e 5h no estado Imagem: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
do UOL

do UOL, em São Paulo

28/02/2021 11h20

Uma festa que reunia 500 pessoas em uma casa noturna, na madrugada de hoje (28), na Freguesia do Ó, zona norte da capital foi encerrada com a chegada das equipes da Fundação Procon.

O propietário do estabelecimento foi autuado por práticas abusivas ao consumidor por desrespeitar as normas estabelecidas pelo Plano São Paulo de combate à pandemia de covid-19.

Por volta das 2h, os fiscais chegaram na casa noturna, que fica na Avenida Santa Marina. Logo que entraram casa no local constataram que quase a metade dos frequentadores não usava máscara de proteção facial.

Força-tarefa

Uma força-tarefa formada pela Polícia Militar, Vigilância Sanitária e Procon realizou, nesta sexta-feira (26) uma série de ações para fiscalizar estabelecimentos comerciais que estavam descumprindo as novas normas de circulação definidas pelo governo do Estado de São Paulo em razão da pandemia de covid-19. Resultado: pelo menos 18 estabelecimentos foram autuados.

A Vigilância Sanitária informou, no balanço parcial, que 32 estabelecimentos da cidade de São Paulo foram inspecionados. Dez locais foram autuados, esvaziados e fechados, nos bairros do Itaim Bibi e Pinheiros, na zona oeste. E uma lanchonete na Pompéia, onde havia 38 pessoas depois do horário permitido.

A Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza dois canais para denúncias que podem ser registradas 24 horas por dia, pelo telefone 0800 771 3541 ou e-mail ecretarias@cvs.saude.sp.gov.br

Números no Brasil

O Brasil registrou hoje a pior média móvel de mortes por covid-19 em toda a pandemia. Segundo dados divulgados neste sábado (27) pelo consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, 1.180 brasileiros morreram, em média, nos últimos sete dias.

É a segunda vez nesta semana em que o país supera o recorde da média móvel de mortes. O maior índice tinha sido registrado na quinta-feira (25), quando a média móvel foi de 1.150. Até o início desta semana, a média mais alta havia sido verificada em 14 de fevereiro: 1.105.

Notícias