PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Documentos de identidade italianos não incluirão os termos 'pai' ou 'mãe'

15/01/2021 12h07

Roma, 15 Jan 2021 (AFP) - Os documentos de identidade italianos não usarão mais termos como "pai" ou "mãe", mas sim o gênero neutro, informou o governo nesta sexta-feira.

Essa decisão é uma nova reviravolta com relação ao governo anterior, cujo ministro do Interior, o ultradireitista Matteo Salvini, exigiu que os termos "pai 1" e "pai 2" fossem retirados para crianças menores de 14 anos.

A atual ministra do Interior, Luciana Lamorgese, explicou ao parlamento que tomou essa decisão para cumprir as regras europeias de proteção de dados.

A ministra garantiu que o órgão de proteção de dados italiano criticou as objeções de Salvini, pois prejudicavam, em sua opinião, os direitos dos menores que não estivessem sob a custódia de "uma figura paterna ou materna".

"As palavras de Lamorgese são bem-vindas, vamos acabar com a discriminação contra crianças de casais do mesmo sexo", reagiu a Coalizão Italiana pelos Direitos Civis e Liberdade.

Um deputado do partido de extrema direita Irmãos da Itália, Giovanni Donzelli, acusou o ministro de "loucura".

"O que as crianças fizeram para ele tirar o direito de ter um pai e uma mãe em seu documento de identidade?" exclamou.

As questões de gênero são particularmente controversas na Itália, onde casais do mesmo sexo só ganharam reconhecimento legal há cinco anos.

aa-ams/ar/lc/jz/me/mro

Notícias